aula-contato
Neste domingo, dia 14/12 o Coletivo Lugar Comum realiza mais uma Jam de Dança, na Galeria Janete Costa, no Parque Dona Lindu!!
A Jam vai começar às 17h e faz parte da programação da exposição TUDO SE LIGA SIGA , do artista visual Cristiano Artur.
O som da JAM vai ficar por conta de Sizenando Nunes, ávido colecionador de LP’s  que fará uma discotecagem intitulada  Tarde Mairaviskosca.
Um encontro de artes plásticas, música e dança! Venha participar!!!!

Ensaio aberto – MOTIM

Categories: ,   By ,   0 Comments,  

2014_ensaio aberto 3_lugar comum

Nesta quinta o Coletivo apresenta ao público um ensaio aberto do processo de criação de seu novo espetáculo MOTIM, que trata da potência subversiva do riso.

Serão apresentados laboratórios que estão sendo utilizados no processo de criação e algumas experiências cênicas que já foram elaboradas até agora. Após a apresentação, o público é convidado a participar de um bate-papo sobre a criação do espetáculo e oferecer suas impressões aos artistas participantes.

A entrada é gratuita! Apareça!

Gerindo Lugares Comuns

Categories: ,   By ,   0 Comments,  

2014_gestão_lugar comum#1

 

Na próxima terça-feira o Coletivo recebe Ellen Mello, do Grupo Dimenti (BA) para um bate-papo sobre gestão cultural e atuação artística independente.

Além de Ellen, também irão participar do bate-papo representantes do Coletivo Angu de Teatro (PE), Cia. Etc. (PE) e Grupo CoMteMpu´s (BA/PE).

Apareça e venha contribuir para este debate!

O evento é gratuito e faz parte de nosso projeto de programação de espaço, aprovado pelo FUNCULTURA.

Terça, 07/10
das 19h às 22h
Coletivo Lugar Comum – Rua Capitão Lima, 210 (ao lado do Jornal do Commercio e em frente à igreja católica).

Contato Improvisação no Chile

Categories: ,   By ,   0 Comments,  

Quando esteve no Chile, em Maio deste ano, o Coletivo Lugar Comum apresentou o espetáculo LEVE e  aproveitou para rever os amigos parceiros do Colectivo de Arte La Vitrina.

Neste período, o Coletivo participou da JAM SALVAJE, evento de Contato Improvisação organizado pelos integrantes do La Vitrina.

Confira o registro em vídeo!

 

 

 

10415558_10152888862459377_5679120925971578502_n

 

Espetáculo LEVE comemora cinco anos com ensaio aberto ao público nesta segunda (16/06)

 

Depois de emocionar o público chileno em três sessões lotadas no festival Cielos del Infinito, em Santiago, dias 17 e 18 de maio e antes de partir para Argentina e Uruguai, o espetáculo LEVE terá um ensaio aberto para o público recifense nesta segunda, dia 16 de junho, com entrada gratuita

 

“É preciso a saudade para eu sentir

como sinto – em mim – a presença misteriosa da vida…”

(Trecho de Presença – Mário Quintana)

Poema presente no espetáculo LEVE nas

vozes das bailarinas Maria Agrelli e Renata Muniz

 

 

Depois de emocionar o público chileno, com três sessões lotadas nos dias 17 e 18 de maio, em Santiago, o espetáculo LEVE terá um ensaio aberto para o público recifense nesta segunda, dia 16 de junho, às 19h30, com entrada gratuita, na sede do Coletivo Lugar Comum, Rua Capitão Lima, 210, Santo Amaro. A apresentação artística do ensaio aberto ao público, com as bailarinas Maria Agrelli e Renata Muniz, marca as comemorações pelos cinco anos de aniversário da criação, a primeira do Lugar Comum, nascida em 05 de junho de 2009, e que este ano extrapolou as fronteiras nacionais com o primeiro projeto de circulação internacional, pela América do Sul. A primeira etapa do projeto de circulação internacional, incentivado pelo FUNCULTURA (fundo de incentivo à cultura do Governo de Pernambuco) aconteceu dentro da programação do Festival Cielos del Infinito, em Santiago do Chile, a capital do país, agora em maio. No segundo semestre a montagem será apresentada na Argentina e no Uruguai.

Além dos cinco anos de vida, há outros futuros nascimentos movendo esta ação do Coletivo Lugar Comum. Depois do ensaio aberto, a bailarina Renata Muniz, que está grávida de gêmeos, inicia sua licença maternidade. Nas próximas apresentações deste ano Renata será substituída pela primeira vez em LEVE, pela dançarina Liana Gesteira. E nesta segunda (16), o Coletivo estará trocando pacotes de fraldas Pampers tamanhos P ou M por CDs com a trilha de LEVE. A trilha sonora criada por Isaar traz como uma das principais bases de inspiração os cantos de Incelença – música tradicional entoada pelas rezadeiras nordestinas do Brasil nos velórios, “encomendando” as almas dos mortos, para que façam seu ‘percurso’ ao ‘outro lado’. Para a composição e execução da trilha Isaar convidou os músicos João do Cello (violoncelo), Claudio Rabeca (rabeca) e Lito Viana (violão e baixo).

O ensaio aberto faz parte do projeto Programação do Espaço Coletivo Lugar Comum, que terá uma série de ações gratuitas ao longo deste ano, incluindo duas oficinas que aconteceram já neste primeiro semestre. A primeira foi realizada em abril, “Movimento e Contato Autêntico – à beira do pensamento”, com a pesquisadora e introdutora do Movimento Autêntico no Brasil e em Lisboa, Soraya Jorge (RJ) e o diretor teatral, coreógrafo e pesquisador do Contato Improvisação Guto Macedo (RJ). A segunda, “Riso/Cômico/Humor”, com Joice Aglae, fundadora da Cia. Buffa de Teatro (Bahia) e cofundadora da companhia de teatro Bottega Buffa CircoVacanti, de Trento (Itália), foi realizada em maio. Ambas foram gratuitas e abertas a artistas independentes e de outros grupos que atuam nas artes cênicas no Estado. Ainda virão por aí ensaios abertos de outros trabalhos artísticos do repertório do Lugar Comum e mais quatro Jam Sessions de dança abertas ao público com música ao vivo todo último domingo de cada mês, até setembro.

Jam de dança

Categories: ,   By ,   0 Comments,  

contato_improvisacao_JuBrainer-0815

O Coletivo Lugar Comum promove nesse domingo mais uma Jam de Dança, que contará com música ao vivo e improvisada pelos músicos Mateus Alves (UiU), Hugo Medeiros (Mojav Duo e Rua) e Caio Lima (Rua). A Jam vai acontecer às 18h, na nova sede do coletivo, que fica na Rua Capitão Lima, 210. A Jam é aberta ao público de todas as idades e experiências, não precisa ter experiência com dança para participar! A entrada é gratuita, mas estamos aceitando dos participantes qualquer contribuição que possa ajudar na manutenção de nosso novo espaço.

A atividade faz parte do projeto de Programação do Espaço do Coletivo Lugar Comum, incentivado pelo Funcultura, que vai promover Jams de Dança todo ultimo domingo do mês, até setembro. Segue abaixo o cronograma com a data das Jams. Marquem na agenda!!!

Datas (todo ultimo domingo do mês):

27 de abril de 2014, às 18h.

25 de maio de 2014, às 18h

29 de junho de 2014, às 18h.

27 de julho de 2014, às 18h.

31 de agosto de 2014, às 18h.

28 de setembro de 2014, às 18h.

Músicos convidados: Mateus Alves (UiU), Hugo Medeiros (Mojav Duo e Rua) e Caio Lima (Rua)

Local:
Na casa do Coletivo Lugar Comum (Rua Capitão Lima, 210 – Santo Amaro, Recife)

http://coletivolugarcomum.com/

Oficina com Joice Aglae

Categories: ,   By ,   1 Comments,  

JoiceAglae

 

Projeto Programação do Espaço Coletivo Lugar Comum traz ao Recife a oficina “Riso/Cômico/Humor” nos dias 8, 9, 10 e 11 de maio

 

Acontece no Recife, no início de maio, a oficina “Riso/Cômico/Humor”, com Joice Aglae, fundadora da Cia. Buffa de Teatro (Bahia) e cofundadora da companhia de teatro Bottega Buffa CircoVacanti, de Trento (Itália). Joice Aglae traz em sua formação relações múltiplas com o teatro, mímica, balé, dança folclórica, artes brasileiras de circo, figurino, maquiagem, arte da palhaçada, a arte do palhaço e commedia dell’arte. A iniciativa faz parte do conjunto de ações do projeto Programação do Espaço Coletivo Lugar Comum, incentivado pelo FUNCULTURA. A oficina acontece dias 8, 9, 10 e 11 de maio, na sede do Lugar Comum, na Rua Capitão Lima, 210. As inscrições estão abertas até dia 27 de abril e são gratuitas, mas as vagas são limitadas. Mais informações e inscrições neste link.

O Projeto Programação do Espaço Coletivo Lugar Comum terá uma série de ações gratuitas ao longo deste ano, incluindo ensaios abertos de trabalhos artísticos do repertório do Lugar Comum e seis Jam Sessions de dança abertas ao público com música ao vivo por Caio Lima (Rua), Hugo Medeiros (Rua e Mojav Duo) e Mateus Alves (UïU),  todo último domingo de cada mês, até setembro.

 

Leia mais sobre a oficina “Riso/Cômico/Humor”

O presente processo de investigação de técnicas para o ator busca um roteiro pessoal de investigação e descoberta de impulsos e mecanismos do riso e do cômico. Tal processo é baseado em uma metodologia própria da professora ministrante, pesquisado durante seus anos de formação em Máscara (clown, commedia dell’arte e bufão). Utiliza-se de conceitos, ideias e mistura de técnicas de Jaques Lecoq, Michel Bachelard, Sérge Martin, Backthin, Rabelais, George Minois, Léo Bassi, Dario Fo e George Balandier. Buscando, através de um trabalho individual e coletivo, impulsos que direcionam o ator/performer para caminhos investigativos de mecanismos do riso (e do) cômico, em várias tonalidades, passando pelo humor, com seus aspectos tendenciosos ao ingênuo, segundo Freud; pelo burlesco e farsesco, que trabalham com a acentuação da realidade através da burla e da farsa, ambos sem nenhum compromisso com a verossimilhança ao real; pelo carnavalesco (evento que institui e dá força aos impulsos do baixo ventre, tudo cabe em sua alegoria); entre outros aspectos.

Datas: 8, 9, 10, 11 de maio
Horários:  9h às 12h diariamente e dia 10 de maio das 9h às 12h e das 14h às 17h
Local: Coletivo Lugar Comum
Rua Capitão Lima, 210, Santo Amaro

Faça sua inscrição preenchendo o formulário disponível neste link.

 

 

Prêmio Klauss Vianna!

Categories: ,   By ,   0 Comments,  

Funarte-Edital-publicado.-Níveis-médio-e-superior

O Coletivo Lugar Comum foi contemplado com o Prêmio Klauss Vianna para desenvolver seu projeto de pesquisa continuada em dança durante o ano de 2014.

O projeto intitulado TRÂNSITO COLETIVO busca discutir por meio da dança a peculiar temporalidade dos terminais de passageiros (aeroportos, estações rodoviárias, de metrô etc.) utilizando estes universos como matéria-prima para a criação artística.

Buscando desenvolver intervenções artísticas específicas para cada um dos lugares que serão investigados, o projeto contará também com a realização de duas residências de criação artística com as artistas Michelle Moura e Micheline Torres.

Ao longo do ano, divulgaremos cada uma das ações deste projeto!

Oficina com Carlos Simioni (SP)

Categories: ,   By ,   0 Comments,  

1302533287989579

Estão abertas a partir desta quarta (24/07) as inscrições para a oficina “Voz e Ação Vocal”, que trará ao Recife o ator-pesquisador do LUME Carlos Simioni. Esta é a segunda oficina aberta dentro do projeto “A Voz e Movimento”, do Coletivo Lugar Comum. Os interessados precisam preencher a ficha de inscrição até a próxima quarta, dia 31 de julho. No dia 02 de agosto serão anunciados os selecionados para preencher as dez vagas disponíveis. A escolha dos participantes levará em consideração o currículo e carta de intenção. A ficha está disponível no site do Lugar Comum: http://coletivolugarcomum.com/oficinas/ e maiores informações sobre a oficina podem ser obtidas no email [email protected] A oficina, que é gratuita, acontece de 05 a 09 de agosto, das 9h às 13h, no Teatro Apolo, na Rua do Apolo, Recife Antigo.

Durante o trabalho de cinco dias, em 20 horas, Carlos Simioni guiará cada participante num mergulho poético-corporal de descobertas para o desnudamento das possibilidades de dilatação do corpo pelo encontro com sua própria voz. No início serão desenvolvidas atividades para a estrutura física muscular da voz. Entende-se como estrutura corporal para a voz a ativação da musculatura, o controle dos impulsos oriundos do trabalho energético, a construção do corpo dilatado e sua presença cênica e a distribuição da energia para o espaço. A partir desta estrutura fixada, encontra-se a musculatura necessária para descobrir os ressonadores vocais, a vibração da voz, a voz e a dimensão física da voz dilatada de cada ator.

A pesquisa “A Voz do Movimento”, iniciada em janeiro de 2013, aborda a improvisação como ferramenta para aperfeiçoamento da expressividade do corpo-artista, propondo a integração entre movimento e produção vocal. Ao todo, durante um ano, serão realizadas várias atividades práticas e teóricas sobre a criação em dança a partir da improvisação e da exploração da expressão vocal aliada ao movimento. Além dos encontros semanais reunindo os integrantes do Lugar Comum, o projeto envolve os ensaios abertos e a realização de duas oficinas coletivas como espaços para troca de saberes entre profissionais de várias linguagens, abertas a participantes de outros grupos artísticos em atividade no estado de Pernambuco. A primeira aconteceu no primeiro semestre, com a musicista, pesquisadora e professora adjunta do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal da Paraíba, Adriana Fernandes.

O acompanhamento permanente das atividades, através da produção de registros (textos, fotos, vídeos) pelos bailarinos-pesquisadores do Lugar Comum, pode ser feito pelo blog avozdomovimento.wordpress.com. Ao final da pesquisa, no final do ano, será apresentada uma criação artística assinada pelos integrantes do Coletivo, desenvolvida ao longo do processo com base no tema trabalhado.

A Voz do Movimento: da inquietude, do silêncio, da voz, do movimento, do corpo do agora, agora, momento e ato, som que dança, nasce a inspiração, criação, comunicação, troca, tudo se tocando, entrelaçado, artista e público, se existindo enquanto a arte da improvisação se desenha no inusitado espaço, permitindo outras percepções.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

BREVE CURRÍCULO – Carlos Simioni

Formado pela Escola de Teatro Guairá, em Curitiba (PR), onde nasceu, em 1985, em parceria com Luis Otávio Burnier e Denise Garcia, fundou o LUME, onde trabalha como ator-pesquisador desde então. É curador do ECUM – Encontro Mundial de Artes Cênicas (desde 2004) e coordenador do Lume – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp. Sob orientação de Burnier, desenvolveu pesquisas nas áreas da antropologia teatral e cultura brasileira e trabalhou na elaboração, codificação e sistematização de técnicas corpóreas e vocais de representação para o ator. Desde 1989 é também ator do Grupo Internacional Ponte dos Ventos da Dinamarca, onde desenvolve treinamento de ator e montagem de espetáculos sob orientação de Iben Nagel Rasmussen, atriz do Odin Teatret. Com o Ponte dos Ventos atuou em “Vindenes Bro”, “Cancioneros del Viento” e “Lykken Vender Som Hurtigt Om”, os três dirigidos por Iben. Foi responsável, em parceria com o ator Ricardo Puccetti, pela iniciação e aperfeiçoamento de mais de 120 clowns; e tradutor, junto de Burnier e Puccetti, dos livros “Além das Ilhas Flutuantes” e “A Arte Secreta do Ator”, de Eugenio Barba. Ministrou cursos de preparação técnica do ator, voz e ação vocal, clown e demonstrações técnicas dos trabalhos do LUME em todo o Brasil e em mais 25 países É ator nos seguintes espetáculos do LUME: no solo “Kelbilim, o Cão da Divindade” (1988), com direção de Luís Otávio Burnier e direção musical de Denise Garcia; “Cravo, Lírio e Rosa” (1996), com direção sua e de Ricardo Puccetti; “Parada de Rua” (1998), sob direção de Kai Bredholt, do Odin Teatret; “Shi-Zen, 7 Cuias” (2004), dirigido por Tadashi Endo (Japão); e o segundo solo “Sopro” (2006), também dirigido por Tadashi Endo e direção musical de Denise Garcia. Também atuou no espetáculo de butô “Sleep and Reincarnation in the Empty Land”, com direção de Natsu Nakajima (Japão); no espetáculo de palhaço “Valef Formos”, dirigido por Luís Otávio Burnier em 1992; e em “Afastem-se Vacas que a Vida é Curta”, de Anzu Furukawa (Japão/Alemanha), em 1997. Foi assistente de direção do espetáculo “Você”, com Ana Cristina Colla, dirigido por Tadashi Endo.